quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Vivendo e aprendendo.

Dizem que a grande revolução deste seculo se deu quando as mulheres começaram a tomar a pílula, controlando a natalidade e o seu próprio corpo.
A "revolução" trouxe a liberdade sexual, para as mulheres.
Actualmente, as "revolucionárias" dos anos idos, são já ilustres e respeitadas pessoas da sociedade.
Mas, e aqui reside a minha recente aprendizagem, não perderam o espírito revolucionário de outrora.
Antes pelo contrário, a teoria aperfeiçou-se com o passar dos anos, e agora são estas respeitadas senhoras de sociedade quem mantém vivo o espírito da "revolução".
No entanto, não deixam de o fazer, como dizem os Brasileiros, "debaixo do pano", e como dizem os Portugueses, "pela calada da noite", "na moita", desvirtuando assim a "revolução", que se quer às claras, sem nada a esconder...
Porque será?
Perderam a frontalidade da juventude?

Sem comentários:

Enviar um comentário